sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Liga faz apelo após João Ferreira recusar Beira Mar-Sporting

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), confrontada com a anunciada recusa do árbitro João Ferreira em dirigir o jogo Beira Mar-Sporting, apelou esta sexta-feira "à serenidade".


Segundo uma fonte da LPFP contactada pela Lusa, este organismo apela "à serenidade de todos os agentes no sentido de proteger a integridade das competições para que estas possam decorrer com normalidade".  
A recusa de João Ferreira em dirigir o Beira Mar-Sporting,  referente à segunda jornada do campeonato nacional, foi dada a conhecer pela  Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), que se solidarizou com o árbitro.   

Segundo um comunicado divulgado pela APAF, a recusa de João Ferreira, "já comunicada à Comissão de Arbitragem da LPFP", terá sido tomada "na sequência de notícias vindas a público sobre a sua designação" para o jogo.   

"Notícias essas que mais não visam do que criar um ambiente de grande instabilidade à volta do jogo, contribuindo de forma séria para condicionar a actuação da equipa de arbitragem, situação que não podemos aceitar", refere a APAF.   

Face a esta situação, a APAF manifestou "total solidariedade" para com João Ferreira e auxiliares e coloca-se "à inteira disposição para  todas as acções que os mesmos entendam levar a cabo".   

A APAF pretende ainda que "a CA da LPFP demonstre de forma inequívoca  e pública que está solidária com os agentes da arbitragem que estão sobre  a sua dependência funcional, para que não subsistam dúvidas do seu empenhamento  na sua defesa, para prestígio da arbitragem portuguesa".   

Esta situação apanhou o presidente da Comissão de Arbitragem, Vítor Pereira, ausente de Portugal, pelo que qualquer solução, esclarecimento ou entendimento só serão comunicados após a sua chegada.    

A realização do jogo em Aveiro não está posta em causa, dado que serão aplicados os regulamentos previstos para estes casos, nomeadamente a substituição e designação de um novo árbitro.

In:CM

Reacções:

0 comentários: