quinta-feira, 12 de maio de 2011

Amândio de Carvalho surpreendido com decisão sobre o Apito Dourado


O vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Amândio de Carvalho, reconheceu hoje ter ficado surpreendido com a decisão do Tribunal Central Administrativo em declarar inexistente a deliberação do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol sobre o chamado processo Apito Dourado.

Em causa estão dois anos de suspensão aplicados a Pinto da Costa e subtracção de seis pontos ao FC Porto, enquanto o Boavista foi punido com descida de divisão, além de pesadas multas e uma punição de quatro anos ao antigo presidente da SAD axadrezada, João Loureiro.

«Diria que, de certa maneira, sim, fiquei surpreendido. Se a Federação não tivesse bases legais e fundamentais para tomar as atitudes que tomou, teria estado sossegada e tinha deixado correr a situação tal e qual como ela podia correr», afirmou Amândio de Carvalho.

O responsável escusou-se a avançar com eventuais cenários, como a possibilidade de a FPF ter de indemnizar os acusados, preferindo aguardar pela análise do assunto por parte do gabinete jurídico da Federação.

In: ABola

Reacções:

0 comentários: