segunda-feira, 4 de junho de 2012

Agressão a Wolfgang Stark vale suspensão recorde

Lewan Kobiaschwili, jogador georgiano do Hertha Berlim, vai cumprir sete meses e meio de suspensão – o maior castigo de que há memória no futebol alemão -, na sequência da agressão ao árbitro Wolfgang Stark.

Até agora, o recorde datava de 1967, ano em que Timo Konietzka, do 1860 Munique, foi suspenso por seis meses, também por agredir um árbitro.

Kobiaschwili foi um dos quatro jogadores do Hertha que se envolveram com Wolfgang Stark na partida referente ao play-out da Bundesliga, em Düsseldorf, que ditou a descida de divisão da equipa da capital, após o empate a duas bolas e uma derrota por 1-2, no primeiro encontro.

O jogador georgiano, de 35 anos, agrediu o conceituado juiz com um soco no pescoço, já depois do apito final.

«Vou aceitar esta decisão, para poder continuar a jogar futebol. Eu e a minha família temos sofrido bastante nas últimas semanas, por isso estou feliz por o processo ter chegado ao fim», disse Kobiaschwili.

O comité de disciplina da Federação alemã já havia castigado Christian Lell com seis jogos de suspensão, Thomas Kraft com cinco e Andre Mijatovic com quatro.

In:Bola

Reacções:

0 comentários: