terça-feira, 3 de julho de 2012

Governo recebeu seleção de atletismo mas não Proença




Ao chegar a Lisboa, depois de ter dirigido a final do Euro2012, Pedro Proença lamentou que não estivesse ninguém do Governo a receber a equipa de arbitragem por si liderada, e composta também por Bertino Miranda, Ricardo Santos, Duarte Gomes e Jorge Sousa. Curiosamente, os árbitros portugueses não se cruzaram por pouco com o Secretário de Estado do Desporto.
Alexandre Mestre chegou ao aeroporto de Lisboa muito pouco tempo depois, para receber a seleção de atletismo, que participou nos Europeus de Helsínquia. Confrontado com o lamento de Proença, o Secretário de Estado argumento que o Governo «transmitiu os parabéns pela forma como a equipa de arbitragem esteve no Europeu, e por ter chegado ao cume, com a presença na final. Estou aqui para dar os parabéns aos atletas. Também já o fizemos em relação a Pedro Proença e ao futebol, em geral.»

«Não é uma questão de opção. O Governo deu, atempadamente, os parabéns à equipa de arbitragem», reforçou depois Alexandre Mestre, que deu conta ainda dos planos para homenagear Pedro Proença e os seus auxiliares em breve. «Temos algumas sugestões, e estamos a aferir. A APAF já nos falou nesse sentido. Vamos ver quando podemos fazer essa homenagem. Como português, estou muito satisfeito. O árbitro é um agente desportivo que merece toda a atenção», afirmou.

Em relação às três medalhas conquistadas nos Europeus de Atletismo (ouro para Dulce Félix, prata para Patrícia Mamona e bronze para Sara Moreira), o Secretário de Estádio do Desporto deu conta da sua satisfação. «Merecem o tributo de todos os portugueses, e do Governo em particular», começou por dizer, antes de mostrar confiança no futuro: «Temos aqui um conjunto de atletas que prometem bastante. Homens e mulheres que nos honram.»

In: Mais Futebol

Reacções:

0 comentários: