segunda-feira, 30 de maio de 2011

Vítor Pereira faz balanço final da época


O presidente da Comissão de Arbitragem da Liga, Vítor Pereira, realizou esta manhã "um balanço positivo" dos desempenhos dos árbitros nas competições profissionais durante a temporada 2010/11. Em termos quantitativos, a média das avaliações realizadas pelos observadores deu um resultado de 3,60 pontos em 5 possíveis, em contraste com os 3,59 da temporada anterior.

Um dado que foi relevado na medida em que se verificou "a saída de dois árbitros experientes como eram Lucílio Baptista e Pedro Henriques, tendo-se verificado a entrada de 5 jovens juízes, pelo que estas avaliações atestam o esforço que foi feito no sentido de se adaptarem a uma nova realidade", frisou Vítor Pereira, desvalorizando as polémicas recorrentes ao considerar que, numa "maratona a 30 jornadas a qualidade acaba por imperar", comentando as críticas de Jorge Jesus ao salientar que, "já na temporada anterior, Jesualdo Ferreira acabou por reconhecer que o campeão tinha sido a equipa mais competente".

A nível internacional, o momento da arbitragem portuguesa também foi louvado. "Se olharmos para a Liga dos Campeões, só fomos superados em número de nomeações pela Alemanha. Tivemos 11 jogos para os nossos árbitros, e eles 14, e conseguimos uma meia-final", destacou ainda Vítor Pereira, referindo-se à presença de Pedro Proença no Manchester United-Schalke 04.

Mesmo assim, e no entender do homem forte da CA da Liga, o salto definitivo da arbitragem está dependente da resolução do imbróglio jurídico que ainda não está completamente resolvido ao nível da FPF. Só então será possível "implementar o modelo de profissionalização" do qual Vítor Pereira tem sido defensor.

In:Record

Reacções:

0 comentários: