segunda-feira, 27 de junho de 2011

Paulo Baptista insatisfeito com 10º lugar


O árbitro de Portalegre Paulo Baptista, que ficou em 10º lugar na classificação 2010/2011, divulgada, pelo Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, admitiu hoje que estava à espera de uma melhor classificação, em virtude de ter feito uma época “longe das polémicas”.

Paulo Baptista, de 41 anos, árbitro da Associação de Futebol de Portalegre, é o juiz em actividade há mais anos no quadro da primeira categoria e provavelmente aquele com mais jogos já disputados.

O juiz de Portalegre admite ainda que os árbitros do interior do país e que pertencem as associações com menos peso possam ser prejudicados na atribuição das pontuações nos jogos.

“Não quero acreditar nessas coisas, agora o que noto é que nos jogos nas pontuações atribuídas há essa diferença”, disse.

Paulo Baptista considera que a última época, em termos pessoais correu-lhe bem, ao contrário do que aconteceu no plano colectivo, aludindo à descida de divisão de Luís Tavares, o seu assistente há 15 anos.

“É uma grande injustiça, porque o Luís Tavares é um elemento com enorme valor e enorme experiência”, frisou.

A grande surpresa da classificação, encabeçada pelo lisboeta Pedro Proença, foi a do árbitro português de futebol mais cotado a nível internacional, Olegário Benquerença, que ficou em 19.º lugar.

Para Paulo Baptista, “Olegário Benquerença não teve a sorte do seu lado, e a classificação reflecte a época que fez, se calhar devido ao facto de ter estado no máximo dos máximos no campeonato do mundo”.

Apesar da classificação do juiz leiriense, Paulo Baptista considera que Olegário Benquerença "é um dos melhores árbitros portugueses em actividade".

In: Rádio Portalegre

Reacções:

0 comentários: