domingo, 24 de julho de 2011

Vítor Pereira acredita que Olegário Benquerença ficará entre os 12 melhores árbitros

Vítor Pereira, presidente da Comissão de Arbitragem da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, afirmou hoje que dificilmente o internacional Olegário Benquerença ficará abaixo do 12.º lugar na classificação da avaliação, sinónimo de perda das insígnias.

Depois de ter estado presente no Campeonato do Mundo de 2010, Olegário Benquerença obteve na classificação dos árbitros um modesto 19.º lugar pelo que se esta temporada ficar abaixo do 12.º posto perderá automaticamente o estatuto de internacional.

"Não acredito que isso venha a acontecer. Um ano mau toda a gente tem. Mas uma situação destas com árbitros principais nunca aconteceu e não acredito que venha a acontecer. Aguardamos que o árbitro que esteve no Mundial volte ao seu melhor nível", afiançou Vítor Pereira à margem da primeira acção de avaliação e aperfeiçoamento de árbitros e árbitros assistentes, que hoje terminou em Tomar.

Estas jornadas, que começaram a 20 de Julho, foram compostas por testes escritos, testes físicos e testes práticos. Os árbitros Olegário Benquerença, Artur Soares Dias e Venâncio Tomé participaram em palestras em deram a conhecer a experiência adquirida nos campeonatos do Mundo e da Europa.

"A média dos testes rondou os 95 por cento. O que significa que houve excelência", frisou Vítor Pereira, no momento em que apresentou à imprensa os três árbitros que ingressaram no quadro da Liga: Rui Patrício, Jorge Tavares e Nuno Almeida.

Os dois últimos são um regresso e o primeiro, de apenas 29 anos, é uma estreia absoluta.

"Qualquer um gostaria de estar neste patamar. Estou com os melhores dos melhores e posso aprender muito com eles. Sonhei sempre chegar a este nível, embora não esperasse que fosse tão cedo. Primeiro quero manter-me a este nível e, claro, ser internacional", afirmou Rui Patrício.

Já Jorge Tavares e Nuno Almeida reconheceram que em 2009/2010, ano da descida, não estiveram bem e como tal mereceram sair do quadro de árbitros, mas agora que regressaram esperam manter-se.

"Aprender com os erros é uma virtude e o caminho a seguir para ser melhor", considerou Nuno Almeida.

No encerramento desta acção, Vítor Pereira reiterou que nesta temporada a arbitragem da Liga vai estar envolvida num projecto-piloto onde os árbitros serão avaliados não só pelos habituais observadores mas também pelas imagens televisivas. Contudo, por ser um estudo, não terá qualquer influência na classificação final do árbitro esta temporada.

In:OJogo

Reacções:

0 comentários: