terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Pedro Proença é o 5.º português numa fase final

Pedro Proença, nomeado para o Euro2012, é o quinto árbitro do futebol português a participar na fase final de um campeonato da Europa, algo que já não acontece desde 2004, na edição que decorreu em Portugal.

O juiz de Lisboa faz parte da lista de 12 árbitros principais nomeados pela UEFA para a prova que vai decorrer na Polónia e Ucrânia e, oito anos depois, vai suceder a Lucílio Baptista, que tinha sido o último representante português.

Proença junta-se assim a uma restrita lista de árbitros portugueses que participaram numa competição desta importância e que inclui os nomes de Vítor Pereira, Rosa Santos e António Garrido, além de Lucílio Baptista.

A estreia de um árbitro principal português num Europeu ocorreu no ano de 1980, em Roma, quando António Garrido ajuizou o Itália-Bélgica, na fase de grupos, naquele que foi o seu único jogo no torneio.

Oito anos depois, foi a vez de Rosa Santos participar no Euro88, na Alemanha, onde também só arbitrou um encontro, o Inglaterra-Rússia, igualmente na fase de grupos.

O árbitro de Beja, o único até agora que participou em duas fases finais, regressou no Euro92, que decorreu na Suécia, para apitar o encontro entre a seleção anfitriã e a Inglaterra.

Só no Euro2000 (Bélgica e Holanda) é que Portugal voltou a ter representação na elite europeia da arbitragem, desta vez com Vítor Pereira a defender as cores nacionais e a tornar-se no primeiro a apitar mais do que um encontro na competição.

O atual presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol esteve em dois jogos da fase de grupos (Sérvia e Montenegro-Eslovénia e Itália-Suécia). O português passou no "teste" e foi nomeado pela UEFA para arbitrar o Itália-Roménia, dos quartos de final.

No Euro2004, foi a vez de Lucílio Baptista inscrever o seu nome na história do futebol português em Europeus, com dois jogos na fase de grupos (Suíça-Croácia e Bulgária-Dinamarca).

Reacções:

0 comentários: