terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Collina aconselha jovens árbitros

O responsável da arbitragem da UEFA, Pierluigi Collina, apelou aos jovens árbitros europeu em início de carreira internacional para mostrarem coragem, estarem preparados e continuarem a aprender.
Os novos árbitros internacionais europeus receberam uma série de conselhos preciosos da parte de Pierluigi Collina durante um curso da UEFA na Turquia.
Collina, que dirigiu alguns dos jogos mais importantes a nível mundial e europeu durante a sua carreira ilustre, utiliza agora a vasta experiência acumulada como responsável da arbitragem da UEFA. Transmitiu um misto de sabedoria essencial com avisos preciosos aos 43 estreantes, provenientes de 28 federações, no 21º Curso Introdutório da UEFA para Árbitros Internacionais, realizado na cidade mediterrânica de Antalya.
"É um enorme privilégio para vocês", disse Collina aos árbitros. "Estão entre os melhores árbitros do Mundo – é igualmente uma grande responsabilidade. Têm de estar orgulhosos mas também empenhados. Vão fazer parte do topo do mundo do futebol. Futebol de topo liga com árbitros de topo."
"Têm de tomar decisões importantes dentro de campo, e muito rapidamente – numa fracção de segundo, sob pressão – e têm que estar preparados para assumir a responsabilidade", acrescentou. "Estejam preparados para lidarem com situações de crise – têm de estar preparados, porque se a decisão for importante, pode ter grandes implicações. As vossas decisões vão ser discutidas e escrutinadas. Têm que estar preparados para lidar com esta pressão."
Os estreantes na lista FIFA foram alertados para a necessidade de melhorarem constantemente e conhecerem os seus pontos fortes e fracos. "Podem sempre aprender", disse Collina. "Tentem melhorar sempre e não tenham medo de mudar." Foi pedido aos árbitros para criarem o seu próprio sucesso através de uma preparação cuidada. "Se não se conseguirem preparar, estão preparados para falhar", enfatizou o italiano.
Como parte desta preparação, os participantes no curso abordaram vários assuntos, incluindo saber o máximo possível sobre as duas equipas antes de um jogo – tácticas, características dos jogadores, como é que as equipas actuam em certas situações. "Isto vai ajudar-vos – um bom árbitro consegue ler o jogo", disse Collina. "É importante compreender como uma partida se pode desenrolar se nos prepararmos e estudarmos a forma de jogar das equipas."
Collina também pediu aos árbitros para protegerem os jogadores contra o jogo perigoso, e para se protegerem eles próprios da pressão em grupo dos jogadores, reiterando a mensagem da UEFA transmitida aos árbitros no início da época.
Condição física e concentração são armas importantes no arsenal de um árbitro de topo. Collina deu o exemplo da final da UEFA Champions League de 1999, entre Manchester United FC e FC Bayern München – arbitrada por ele – quando o clube inglês recuperou de desvantagem e conquistou o troféu ao marcar dois golos em tempo de compensação. Collina recordou a necessidade de se manter atento, mesmo quando a fadiga começava a aumentar. "Às vezes, tudo pode correr bem até aos minutos finais de um jogo, mas depois cometemos um erro", disse. "É preciso manter a lucidez, atenção e concentração – estar bem fisicamente para tomar decisões quando estamos cansados."
Collina concluiu uma hora fascinante relembrando aos participantes as suas responsabilidades em termos de imagem. "Têm que inspirar outras pessoas", disse. "A melhor coisa que acontece é quando alguém decide enveredar pela carreira de árbitro por vossa causa. São um modelo para os jovens árbitros do vosso país, e as pessoas olham para vocês com atenção. São atletas e devem parecer-se com atletas – cuidem de vocês."
"O derradeiro objectivo de um árbitro é ser aceite – quando jogadores e treinadores confiam em vocês, mesmo que tomem uma decisão errada. É uma questão de personalidade, preparação e fiabilidade. Aprendam com os vossos erros e sejam auto-críticos. Há sempre espaço para melhorias. Quando cometem um erro, sigam em frente, recuperem, e regressem mais fortes."
Antes da palestra de Collina, o primeiro vice-presidente da UEFA, Şenes Erzik, abriu o curso felicitando os jovens árbitros. "Vocês merecem estar aqui", afirmou. "Têm o trabalho mais difícil no futebol. A UEFA está determinada e empenhada a oferecer-vos as melhores condições de aprendizagem. Estão aqui para partilhar experiências e aprenderem. Não há limite para o conhecimento – é um activo-chave. Desejo-vos o melhor sucesso na carreira."

Reacções:

0 comentários: