terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Entrevista exclusiva á nova árbitra FIFA Sílvia Domingos

Nesta entrevista a árbitra algarvia Sílvia Domingos que recebeu as insígnias da FIFA no passado sábado explica como conseguiu atingir os seus objectivos, e quais os novos objectivos traçados. É mais uma entrevista de enorme qualidade que dá a conhecer a primeira árbitra Internacional Algarvia de sempre.

Nome: SÍLVIA Andreia Rosa DOMINGOS
Idade: 29 anos
Natural de: Faro
Profissão: Gestora de Loja
Árbitra desde: 1999
Internacional desde: 2012

ArbiragemAlgarvia: O que fizes-te para entrar na arbitragem e qual o teu percurso?
Sílvia Domingos: A minha entrada no mundo da arbitragem foi através de um um professor de desporto que me aconselhou em ir tirar o curso visto que gostava muito de futebol e que iria ser muito bom para o meu curriculum enquanto aluna na vertente do desporto e assim foi conclui o curso em Maio de 1999 e em Outubro desse mesmo ano foi nomeada pela a minha associação para um jogo de infantis entre o SC Farense e Esperança de lago. Relativamente ao meu percurso na arbitragem foi de ascensão da 2º distrital para a 1º categoria B, e consequentemente na época seguinte para a 1 º categoria A e depois com a formação do quadro da elite ingressei nesse mesmo quadro (nível distrital). A nível Nacional entrei no quadro nacional feminino quando ele foi formado e no qual me mantenho até a presente época.

AA: Quais os momentos mais marcantes, pela positiva e pela negativa, que já viveste como árbitra?
A dirigir jogo já com as insígnias da FIFA
SD: Pela negativa foi quando parti o pulso enquanto dirigia um jogo de futebol , pela positiva foi quando fui fazer de 4º arbitra na final da taça de futebol feminino quando se realizou a 1 vez no Estádio Nacional do jamor.

AA: É o ponto mais alto da tua carreira ou ainda esperas ir mais além?
SD: Espero ir mais alem como arbitra internacional mas para isso á que continuar a trabalhar cada vez mais para que isso aconteça de uma forma natural e com o continuar dos anos.

AA:Como imaginas o 1º jogo internacional?
SD: Não imagino… mas uma coisa é certa os nervos vão estar presentes…. :-)

AA: Qual o "sonho" na carreira Internacional?
SD: Como todo árbitro é com certeza estar presente num campeonato do mundo.

AA: Qual o teu sentimento em relação ao atingires um marco histórico da arbitragem no algarve?
SD: Foi uma alegria enorme dar este orgulho à arbitragem algarvia e nomeadamente as pessoas que dela fazem parte pois sempre me incentivaram e me deram força e acreditaram no meu valor para que lutasse por este sonho a todos eles o meu muito obrigada.

AA: Quando é que soubeste que ias ser indicada como árbitra FIFA?E qual a tua reacção a essa notícia?
SD: Foi de uma alegria imensa como é natural mas também foi de serenidade pois o terem indicado o meu nome não implicava que fosse aceite podia ser ou não. Por isso foi viver o meu dia á dia com alguma ansiedade á espera da reposta mas tudo dentro da normalidade.

AA: Qualquer percurso é feito de definição de objectivos. Depois de chegar a árbitra internacional, que objectivos tens traçados para a tua carreira?
SD: Os objectivos vão sendo traçados conforme o evoluir natural dos acontecimentos. Neste momento o objectivo que tenho é mostrar o meu valor lá fora para e que gostem do meu trabalho como arbitra e continuar a trabalhar mais e mais.

AA: Quanto á tua Associação, mantinhas as ideias actuais ou alteravas alguma coisa?
SD: Mantinha acho que está a ver uma evolução no apoio á arbitragem e em melhores condições para com a causa.

AA: Quem são/foram as tuas referências na arbitragem?
SD: As minhas referências foram todos que me ensinaram a crescer como Arbitra ao longo destes 12 anos de carreira. Mas posso dizer que as duas referências especiais para mim são os meus dois assistentes Luís Reis e José Rodrigues que junto comigo lutaram por este sonho durante 5 anos. Um especial agradecimento tambem ao José Filipe , Natálio Silva, Humberto Viegas, Andrelino pena, Manuel Montes(durante muitos anos comissão de apoio técnico do algarve) que me ensinaram. A vocês o meu muito obrigado .

AA:Que mensagem deixas ao nossos leitores depois deste marco histórico da Arbitragem Algarvia?
SD: Que se tem sonhos acreditem que é possível alcança-los basta acreditar neles e não pensar que se trata de apenas um” sonho”……. Mas há que trabalhar.
Obrigada a todos aqueles que sempre acreditaram em mim, e no meu valor.


O ARBITRAGEMALGARVIA agradece desde já a sua disponibilidade para esta entrevista e aproveita a oportunidade para lhe desejar muita sorte nesta nova etapa da sua carreira. Obrigada Sílvia por dignificares a arbitragem do algarve.

Reacções:

0 comentários: