quinta-feira, 29 de março de 2012

Três árbitros agredidos no Algarve

Árbitros exigem protecção
Três juízes da AF Algarve foram agredidos a soco e a pontapé em jogos dos distritais e equacionam recusar arbitrar quando não houver polícia.

Rui Teixeira, juiz no Farense-Louletano, disse ao CM que um jogador dos locais sofreu falta e embateu contra um muro. "A mãe e vários adeptos invadiram o campo para agredir a equipa de arbitragem e o jogador do Lusitano infractor", relatou. No Alvorense-Lusitano, da 1ª Distrital, o agressor foi um atleta da equipa da casa. "Quando o expulsei, agarrou-me a camisola e deu-me um violento pontapé nas pernas", disse o juiz Luís Costa, que teve de receber assistência no Centro de Saúde.

Também Paulo Ramos foi vítima de agressão, no Portimonense-Escolas João Moutinho, em Benjamins. "Um espectador esperou-me perto dos balneários e deu-me um soco no peito", explicou o juiz algarvio.

In:CM

Reacções:

2 comentários:

Não sei quanto aos outros jogos, mas em relação ao Alvorense, afirmo categóricamente que é falso e é mentira! O árbitro sabe perfeitamente que ninguém o agrediu! A GNR estava presente e pode testemunhar! O jogo está filmado! O Sr. Luís Costa é um grande mentiroso e a arbitragem deveria envergonhar-se de figuras como ele! A própria associação deveria apurar a verdade dos factos e castigar este aldrabão.

Nas imagens vê-se bem que não houve agressão. Há um outro jogador que pisa o arbitro aquando separava vários jogadores, colegas e adversários.
O arbitro disse á GNR (que entrou no relvado) que estava tudo bem e que iria prosseguir. Se tivesse havido agressão o jogo terminaria ali e o atleta seria escoltado para fora do relvado. Por que se está a fazer de vitima agora? Quer retirar alguns dividendos de uma situação provocada por ele próprio com as"bocas" e a arrogancia demonstradas?