segunda-feira, 6 de junho de 2011

Núcleo de Árbitros de Portimão apaga 22 velas



Já passaram 22 anos desde que o Núcleo de Árbitros de Futebol do Barlavento Algarvio, sediado em Portimão, nasceu, com o objectivo de apoiar todos aqueles que optarem pela função do apito ou da bandeirola, uma actividade nem sempre é compreendida.

No próximo dia 10 (Sexta-Feira), os árbitros vão reunir-se para apagar as velas que compõem o bolo de aniversário e distinguir aqueles que, de apito na boca, de bandeirola na mão ou de bloco na mão e caneta, mais se revelaram ao longo desta época desportiva que agora está a terminar.

O encontro entre árbitros começa logo pela manhã (9h30) no relvado Capitão Jusino da Costa, Lagoa, onde terá lugar um jogo de futebol, seguindo-se o almoço no restaurante "As Tulipas", no Malheiro, Portimão.

O Presidente do Núcleo, Carlos Cabral, teve uma atitude de louvar, pois não convidou apenas os árbitros e sócios do núcleo de Portimão, mas sim convidou todos os árbitros algarvios para estarem presentes no 22º aniversário. "Mais que nunca os árbitros algarvios tem de ser unidos. Todos os núcleos tem de estar unidos para atravessar o momento difícil da arbitragem algarvia", frisou o presidente.

O ArbitragemAlgarvia deseja ao Núcleo muitos anos de vida.

Reacções:

0 comentários: