segunda-feira, 4 de julho de 2011

Ano de glória na arbitragem algarvia

Árbitro Nuno Almeida regressa á Liga
Carlos Cabral, primeiro classificado do distrital e Ricardo Martins, segundo classificado, ficaram aprovados nas provas de promoção à terceira categoria nacional e ambos conseguiram a desejada subida. 

A época futebolística de 2010/2011foi muito benéfica para a arbitragem do distrito do Algarve. As classificações divulgadas pelo Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, foram muito favoráveis para os árbitros do distrito. Registaram subidas, mas infelizmente também ouve descidas.

Tudo começou a correr bem quando os dois árbitros que se classificaram em primeiro e segundo lugar da classificação do distrito do Algarve foram chamados a prestar provas para o nacional e passaram. Ricardo Martins, que pelo segundo ano consecutivo foi como suplente no distrito, mas desta vez as provas correram bem ao jovem árbitro, o ano passado tinha chumbado na prova escrita. Carlos Cabral, primeiro classificado, e pela sua primeira vez a ir prestar provas, e no fim foi bem satisfatório, assim pela primeira vez na história da arbitragem algarvia, subiram no mesmo ano dois árbitros á 3ª categoria nacional.


Na segunda categoria nacional, as coisas correram igualmente bem, Nuno Almeida, 1º classificado, está assim novamente de regresso á 1ª categoria. Enquanto o outro representam-te nesta categoria, Eugénio Arez, 15º classificado, manteu-se na 2ª categoria.

Na terceira divisão os registos são igualmente satisfatórios,  Sérgio Piscarreta, Nuno Só Alvo, Nuno Ferreira, Ivo Santos, Nuno Filipe e José Albino, mantiveram-se neste terceiro escalão. No sector feminino, Sílvia Domingos, fez história no escalão maior, ao terminar a época no 1º lugar. Nos árbitros assistentes há a registar a descida ao distrital de João Pedro Ferreira, e Bruno Brás não conseguiu o regresso ao quadro nacional.

Nos observadores há a registar o 1ºlugar de Andrelino Pena no escalão mais alto, Humberto Viegas também assegurou a manutenção no escalão máximo e a descida de Natálio Silva á 2ª categoria. Artur Cadilho e Nelson Matos mantiveram-se na 2ª categoria de observadores de futebol. Face a estas movimentações o distrito do Algarve fica com maior representação no nacional.

Na vertente de fustal a época futebolística de 2010-2011, foi igualmente boa, Rui Pinto, Hélder Carmo, Marco Correia e Rúben Guerreiro, mantiveram-se na 1ª categoria nacional. Na segunda categoria Cândido Jeremias, Pedro Bernardino e Luís Santos estarão na época 2011-2012 novamente nesta categoria.
Já na terceira categoria o Algarve perdeu um representante, foi ele Ivo Luz, enquanto Luís Rosa e Pedro Cruz, asseguraram a manutenção. Nos observadores o único representante algarvio terminou a época na 5ª posição e conseguiu a manutenção. Nuno Guerreiro, o primeiro classificado do distrital, prestou provas de acesso á 3ª categoria nacional e concluiu-as com excito, tento sido promovido após uma vaga de ultima hora.

Reacções:

0 comentários: