quarta-feira, 18 de julho de 2012

Algarvio Nuno Almeida da 1ª Categoria Nacional inicia época

Arrancou, esta terça-feira, a 1ª Acção de Formação e Avaliação de Árbitros e Árbitros Assistentes de 1ª e 2ª categorias, que decorre em Tomar até ao próximo dia 22 de Julho (domingo).

Esta primeira edição promovida pela Federação Portuguesa de Futebol conta com a participação de 147 juízes - 25 árbitros de 1ª categoria, 35 de 2ª categoria, 52 árbitros assistentes de 1ª categoria e 35 de 2ª categoria - que procuram actualizar conhecimentos e preparar-se da melhor forma para a presente época desportiva.

Apesar de ser o primeiro curso sob a égide da FPF, o modelo de avaliação instituído data de 2006, ano em que o actual Presidente do Conselho de Arbitragem da Federação, Vítor Pereira, assumiu os destinos da arbitragem lusa na Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

Domingos Gomes, Vogal da Secção Profissional do Conselho de Arbitragem da FPF, explicou ao fpf.pt que o sucesso do modelo utilizado está patente nas recentes actuações dos árbitros nacionais. "É um modelo que tem tido sucesso e o resultado está à vista se analisarmos as actuações dos nossos árbitros. Penso que as presenças de Olegário Benquerença no Mundial2006, na África do Sul, e de Pedro Proença no Europeu2012, na Polónia e Ucrânia, e na Final da Liga dos Campeões, atestam a nossa qualidade e provam que os nossos quadros são cada vez mais competentes. É o resultado da aposta que temos feito", revelou.

Com o objectivo claro de contribuir para o aperfeiçoamento dos juízes portugueses, esta acção de formação e avaliação insere-se num programa de preparação delineado para o início de cada época desportiva. "Há uma necessidade de formação constante, daí os árbitros terem de frequentar este tipo de acções que permitem fazer uma actualização relativamente às Leis de Jogo, de situações e regras relacionadas com as competições, cuja qualidade depende directamente da actuação destes árbitros. Os nossos árbitros sabem que este tipo de acções são úteis, principalmente no contexto de competições cada vez mais mediatizadas e nas quais as suas actuações são alvo de escrutínio minucioso, por isso têm de estar cada vez mais preparados quer a nível físico quer mental. Neste curso será feita apenas a avaliação teórica, sendo a avaliação física feita em meados de Setembro ou Outubro, encerrando o ciclo da avaliação", concluiu Domingos Gomes.

Sessão teórica e prática abertas à Comunicação Social
Os últimos momentos da sessão teórica de sexta-feira (20 de Julho), a partir das 16h00, no Hotel dos Templários, assim como a sessão prática no Estádio Municipal de Tomar, serão abertos à Comunicação Social.

In:FPF

Reacções:

0 comentários: